A campanha Novembro Azul, surgida em 2003 na Austrália e em 2008 no Brasil, nasce com o propósito de chamar a atenção para o câncer de próstata que acomete homens, geralmente acima dos 50 anos. Em solidariedade a todos que são diagnosticados e vítimas dessa doença diariamente, trouxemos informações importantes, pois, apesar de voltada para o público masculino, a conscientização sobre a doença deve ser de todos nós.

Sendo o segundo tipo de câncer mais frequente em homens no Brasil, a patologia faz cerca de 42 vítimas por dia e mais de três milhões convivem com ela no país, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). A doença ocorre quando a próstata, órgão do sistema reprodutor masculino responsável pela produção do líquido que compõe o sémen, é atingida por tumores e os fatores de risco são idade, histórico de câncer na família e sobrepeso ou obesidade. Alguns dos sintomas mais comuns são a dificuldade de urinar, presença de sangue na urina, necessidade de urinar mais vezes ao dia, entre outros.

Homens que se identificam com algum dos fatores de risco ou percebem os sintomas devem procurar por um urologista, que recomendará o melhor caminho a seguir. Existe algum preconceito com o exame de toque retal e, por isso, muitos deixam de procurar ajuda, no entanto, nem sempre é necessário ou recomendado fazê-lo, havendo outras alternativas que devem ser alinhadas junto ao médico. É importante reforçar que a detecção e o tratamento precoces aumentam as chances de cura. Além disso, é possível diminuir o risco de desenvolver a doença adotando hábitos saudáveis.

Funcionários participam de campanha de conscientização dentro da empresa.